29

Abr

Paciente psiquiátrico morre no Hospital Tarcisio Maia e família reclama descaso

Informações endereçadas para ocamera@live.com pela família Nesta quarta feira 25 de Abril de 2012 deu entrada no Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró, Orlando Ferreira de Sousa, vítima de tentativa de suicídio. Ele era um paciente portador de doença mental. O hospital estava ciente da situação, contudo faltou com o devido cuidado por se tratar de um incapaz, que inclusive portava o atestado psiquiátrico conexo com remédios de venda controlada. Sabedor da condição do paciente, este deveria ter sido encaminhado ao hospital psiquiátrico e não sendo possível poderia ter tido uma atenção diferenciada haja vista as condições de debilidade mental do paciente. O paciente permaneceu no hospital sem os devidos cuidados quando por mais uma vez tentou dar cabo de sua vida se jogando do teto do hospital. Após a queda ficou paraplégico, sendo colocado no repouso sem os devidos cuidados, morrendo cerca de 30 horas depois. Os demais familiares deveriam ter sido avisados para que um parente responsável pudesse cuidar do paciente já que o hospital é incompetente com relação a isso. O laudo oficial da causa da morte será proferido dentro de 15 dias, entretanto o médico legista já adiantou de forma extra oficial que a vida do paciente poderia ter sido salva se os médicos não tivessem sido negligentes, pois o paciente faleceu por conta da quebra de uma vértebra que perfurou o pulmão ocasionando hemorragia externa, o que poderia ter sido remediado se os médicos não tivessem sido negligentes. Mais uma vida foi ceifada por conta da irresponsabilidade de médicos descompromissados com seu dever, que só pensam em dinheiro e nada mais. A justiça será acionada haja vista existir culpa do hospital, primeiro por ter deixado um doente mental que havia tentado suicidar sozinho sem um acompanhamento diferenciado vindo este a tentar suicidar novamente dentro do hospital e segundo por ele ter morrido em decorrência de uma hemorragia que os médicos sequer tiveram a atenção de verificar se existia de fato. SOBRINHO DA VÍTIMA.
34

Postado às, 22h:20min

Envie seu comentário:

Digite o código pra enviar seu comentário:

Obs: Coloque da mesma forma como está na imagem respeitando se for maiúsculo ou minúsculo.

Comentários:

anonimo

29/04/2012 - 22:29 hs

por que a familia sabendo que o paciente tinha ploblemas mentais nao ficou ajudando e so botou a culpa no hosítal. por e nais facil culpar alguem do que assumir a culpa.

vera

29/04/2012 - 22:50 hs

muitas vezes o hospital ñ deixa entrar portanto vc q escreveu o comentario deixe um parente teu precisar e deixede falar tolices

Alex.

29/04/2012 - 22:52 hs

Sei que é dificil a situação, mas como anônimo falou, ele tem razão, a culpa pode ser sim do médico, mas tambe pense na qantidade de tarefas que ele tem, muitas ocorrências, então se o hospital errou, a família aceitou esse erro, pois não foi capaz de impedir que o paciente ficasse nessas condições, deveria ter impedido ou até mesmo acompanhando paciente. só o que vemos aqui é´pessoas culpando serviço público, mas não fazem nada para melhorar ou até mesmo facilitar. Obrigado pelo espaço e pela atenção.

aline rafaela

29/04/2012 - 22:59 hs

Esse anonimo não sabe a situação que esses familiares estão passando ainda vem conversar besteiras, e além de que um analfabeto não saber escrever olha so os erros desse otario.

anonimo

29/04/2012 - 23:06 hs

tambem acho que se a familia sabia da condição do paciente, não poderia ter deixado só por conta do hospital, principalmente sabendo como é crítico atendimento no tarcisio maia, ninguem lá, ta nem ai, pra vida dos outros, trata as pessoa como se fosse objetos sem vidas. o tarcisio maia é uma vergonha pra nossa cidade é triste mais é um fato

ENFERMEIRO CE/RN

29/04/2012 - 23:10 hs

esse anônimo deveria ser mais sensivel com os familiares e saber o que cuidar de um familiar doente mental o quão e sacrificante, a culpa e realmente de toda equipe medica não só do medico irresponsavel quanto da equipe de enfermagem que tem pessimos profissionais de enfermagem pois enfermeiros deveriam saber desse tipo de atenção básica aos doentes mentais ficam preocupados em apenas ganhar dinheiro sem compromisso e sem responsabilidade os enfermeiros de uma forma geral deveriam assumir uma postura que aprendem na faculdade de cuidado com o paciente não se esconder atras de um balcão e verificar pressão e medicação isso bando de irresponsaveis e para tecniicos de enfermagem agaora seria bom se o ministério público cobrassem de voces todos

Sherlock Holmes

29/04/2012 - 23:58 hs

Infelizmente essa é a verdade, o mesmo descaso da segurança pública também tem na saúde. ISSO É UMA VERGONHA.

Sherlock Holmes

30/04/2012 - 00:00 hs

OS PROFISSIONAIS DO HOSPITAL SIMPLISMENTE NÃO TÊM ESTRUTURA DE TRABALHO.

ana paula

30/04/2012 - 00:36 hs

pois é eles so pensa no dinheiro, esses incompetente, inresponsáveis, sera qe ñ podia salvar uma vida, seus picicopatas

Júnior

30/04/2012 - 01:38 hs

Em primeiro lugar, é importante saber se, para casos desse tipo, existe, no hospital, ou na rede pública, um protocolo específico, isto é, se há orientação acerca da necessidade de se colocar em local isolado, seguro e acompanhado por técnicos de enfermagem, etc. É necessário, também, caso não haja, que no caso de pacientes psiquiátricos crônicos, haja uma melhor comunicação entre o hospital e a família. De repente, o hospital não deu a oportunidade de a família falar, explicar, e acabaram colocando junto com outros pacientes, como se fosse alguém que, de repente, ficou desiludido porque a mulher o abandonou, por exemplo. São situações bem distintas. Sem dúvidas, imagina-se que os profissionais devem estar sobrecarregados. Por outro, é necessária existência de normas e critérios para lidar com cada situação e a existência de espaço específico e pessoal especializado. Num caso como esse, talvez, devesse ficar no térreo e não num andar superior (há primeiro andar no Tarcísio Maia??? )

Lúcia Maria da Silva

30/04/2012 - 02:47 hs

Onde é que estava família, que não estava acompanhando paciente? já que são tão eficientes...

anonimo

30/04/2012 - 04:45 hs

sonde estava familia que nao estava com o paciente aline nao diga besteira

thiago

30/04/2012 - 06:14 hs

todo paciente tem direito a um acompanhante onde estavam? quando ele mais precisava?

S.A ORIGINAL

30/04/2012 - 07:21 hs

Mais um morto por negligência.... desses médicos horríveis, eles não estão nem um pouco preocupado com as vidas humanas.. sou testemunha disso.perdi meu pai a poucos dias lá, por conta do descaso deles.

POVO II

30/04/2012 - 07:32 hs

TODOS NOS SABEMOS DAS DIFICULDADES DO TACISIO MAIA, MAS TEM CIOSAS QUE ACONTECEM POR NEGLIGENCIA TANTO DOS MEDICOS QUE SE ACHAM UNS DEUSES E TAMBEM DA EQUIPE DE APOIO QUE NÃO TEM COMPROMISSO COM A VIDA DOS OUTROS. NO NOSSO PAIS AINDA EXISTE DESCRIMINAÇÃO POR SER POBRE. MAIS TODOS SABEM QUE VÃO PRESTAR CONTAS COM O TODO PODEROSO.

MARCOS

30/04/2012 - 08:46 hs

O FALECIDO CONVIVIA COM SUA ESPOSA QUE É INCAPAZ, ALCOOLICA,, E A ASSISTENCIA SOCIAL SEQUER SE DEU O TRABALHO DE COMUNICAR A UM FAMILIAR DE FATO. QUANDO A FAMÍLIA TOMOU CONHECIMENTO ATRAVÁS DE VIZINHOS CERCA DE ALGUMAS HORAS DEPOIS, O PACIENTE JA HAVIA SE JOGADO DO TETO DO HOSPITAL. O FILHO QUE NAO SE ENCONTRAVA TAMBEM SÓ FOI AVISADO DEPOIS DA QUEDA DO TELHADO. OS FUNCIONARIOS TRABALHAM SEM AS MENORES CONDIÇÕES DE TRABALHO É POR IRRESPONSABILIDADE DOS GESTORES DO ESTADO E ESTE NA VERDADE É QUE SERÁ RESPONSABILIZADO PELA MORTE DO PACIENTE. O PACIENTE MORREU DEVIDO HEMORRAGIA INTERNA PELA QUEDA NO INTERIOR DO HOSPITAL SÓ QUE ESTAVA SENDO TRATADO SE NADA DE GRAVE ESTIVESSE ACONTECIDO, BASTAVA UM EXAME TERIA SIDO VERIFICADO A SITUAÇÃO.

MARCOS

30/04/2012 - 08:48 hs

O FALECIDO CONVIVIA COM SUA ESPOSA QUE É INCAPAZ, ALCOOLICA,, E A ASSISTENCIA SOCIAL SEQUER SE DEU O TRABALHO DE COMUNICAR A UM FAMILIAR DE FATO. QUANDO A FAMÍLIA TOMOU CONHECIMENTO ATRAVÁS DE VIZINHOS CERCA DE ALGUMAS HORAS DEPOIS, O PACIENTE JA HAVIA SE JOGADO DO TETO DO HOSPITAL. O FILHO QUE NAO SE ENCONTRAVA TAMBEM SÓ FOI AVISADO DEPOIS DA QUEDA DO TELHADO. OS FUNCIONARIOS TRABALHAM SEM AS MENORES CONDIÇÕES DE TRABALHO É POR IRRESPONSABILIDADE DOS GESTORES DO ESTADO E ESTE NA VERDADE É QUE SERÁ RESPONSABILIZADO PELA MORTE DO PACIENTE. O PACIENTE MORREU DEVIDO HEMORRAGIA INTERNA PELA QUEDA NO INTERIOR DO HOSPITAL SÓ QUE ESTAVA SENDO TRATADO SE NADA DE GRAVE ESTIVESSE ACONTECIDO, BASTAVA UM EXAME TERIA SIDO VERIFICADO A SITUAÇÃO.

Mossoroense

30/04/2012 - 09:05 hs

Não acho que foi culpa dos médicos, se ele ja tinha tentado suícidio, certeza que tentaria novamente. Meus sentimentos aos familiares.

vitima do descaso

30/04/2012 - 09:10 hs

esse hospital é um absurdo, a maioria das mortes é culpa desses bandos de irresponsaveis, parecem ate o dono do hospital, so tratam bem quem eles conhecem, nota 0 p os q dizem ser proficional desse hospital.

JMo

30/04/2012 - 10:36 hs

Marcelino, só corrigindo, mas sinceramente não estou criticando. Acredito que se o pulmão foi perfurado deve ter aconteceido hemorragia interna, a menos que tenha além do pulma perfurado a pel e o sangue estrasavado para fora do corpo, ai é homorragia externa mesmo. Agora disse que o parciente pulou, foi do Tarcísio mesmo? Nossa, teve ter caído em cima de algo ou da um jeito muito perigo, não é impossível, mas geralmente quedas de pouco altura não causam fratura das costalas; mas pode acontecer. Por isso fiquei em dúvida se foi do Tarcísio. Agora houve erro mesmo, se ele fugiu da cama, pulou a janela, etc, foi porque não estava "amarrado" na cama (aquela faixas nos pulsos) ; será que a equipe do hospital prendeu ou será que (tendo prendido) a família soltou? Já isso acontecer, a enfermeira prender os pulsos e pés do paciente para proteção dele e, na boa vontade, a família soltar. Agora, vamos ser sinceros bons profissionais existem também no HRTM, vários trabalham e muito, são pessoas até dedicadas, e há vários que são uns preguiçosos safados, generalizar não podemos. Sei que vc não está generalizando e reconhece isso. Também o hospital tá um abandono só; não só culpa deste governo como também dos anteriores; mas muita coisa dava para ser resolvida por este governo. Mas também não é desculpa para não fazer o possível pelos pacientes, claro que o impossível diante da falta de pessoal e material só conseguimos com um milagre; mas coisa simples tipo permetir um acompanhante ou dois (se necessário), prender os pulsos dos pacientes, tenta colocar em um local mais calmo (se houver vagas), e outros coisas do tipo sempre dá para fazer. Espero que investiguem (dúvido que aconteça ou der em alguma coisa) e punam os responsáveis, até mesmo da família se houve negligência (já vi pacientes vários literalmente abandonados pela família em hospitais - olha que nem trabalho em um) . JMO/Obrigado amigo, mas a noto foi colocada na integra, não editei o comunicado para não perder a originalidade.

bibi

30/04/2012 - 10:41 hs

PARA OS PARENTES QUE ESTAO COM REMORSO DE TER DEIXADO O DOENTE SOZINHO AGORA QUEREM DOTAR A CULPA NOS PROFICIONAIS DO HOSPITAL QUE TEM MUITOS PARA ATENDER, NAO PODEM FICAR CUIDANDO DE UM SÓ PACIENTE. CULPAR OS OUTROS É FACIL, ASSUMA SUA CULPA FAMILIA.

ju

30/04/2012 - 11:12 hs

Bom, acho que ficar procurando culpados, não traz essa pessoa de volta. Ele já tinha tentado contra sua própria vida em outra ocasião e quem tenta uma vez, continua até conseguir. O HRTM não tem estrutura para receber paciente psiquiátrico, pois não é especializado nessa área. O HRTM não tem como disponibilizar um apartamento para isolar um paciente só porque ele usa remédio controlado, até porque, para isso seria necessário recursos humanos e nenhum hospital tem condições de disponibilizar uma equipe (Médico, Enfermeiro, Tec.Enfermagem, Servente, Segurança e etc) para cada paciente. Para isso é permitido a cada paciente um acompanhante nesses casos, dois, três, dependendo do caso e mais visitas de familiares e amigos. É muito fácil julgar quando está de fora da situação. Faz-se necessário ver as condições de trabalho que os servidores tem. No caso de 30 pacientes em uma Clinica, trabalham 03 Téc. Enfermagem, 01 enfermeiro (a), 01 servente de limpeza, e etc. Uma coisa eu digo: esse paciente se suicidava em qualquer canto, pois sem dúvida era o propósito dele, mas fica mais fácil procurar um culpado não é mesmo?

maria

30/04/2012 - 11:57 hs

Onde estava familia que deixou este paciente sozinho, apesar de ter uma placa onde diz:acompanhantes permanença ao lado do paciente. Vejo muitos acompanhantes andando, procurando conversa nos corredores.

max

30/04/2012 - 13:07 hs

KD O MINISTÉRIO PÚBLICO! KD OS DIREITOS HUMANOS??? ? VCS AUTORIDADES FAÇAM ALGUMA COISA, PQ A GOVERNADORA NÃO TÁ NEM AÍ, COM O RN IMAGINE COM PRESOS DE MOSSORÓ.

jmo

30/04/2012 - 13:43 hs

Bem que suspeitei que não tinha sido vc quem escreveu, não querendo desqualificar quem escrever. Mas reforço, tem que investigar. Isso é uma coisa muito séria, morreu um pessoa. Foi suícido (ou decorrencia das lesões sofridas), mas aparentemente teve alguma irresponsabilidade, afinal não tinha ninguém vigiando paciente que estava notorariamente em crise. Ficou muito parecido com a morte de um senhora lá no (hoje fechado) hospital da Unimed, acho que vc lembra. Também a paciente, no caso depressiva, foi deixada sozinha, sem acompanhante ou qualuqer monitoramente por parte da equipe. Não digo a equipe vigiar 24 horas, mas dar para cada meia-hora (por exemplo) ter olhado; não dar para impedir, mas já diminuia possibilidade. Valeu, Marcelino. JMO

SegundoHC

30/04/2012 - 14:41 hs

Pois eh pompom (Como era chamado pelos amigos e conhecidos do bairro. Um verdadeiro artista na parte de construção civil) va com Deus e que os verdadeiros culpados sejam responsabilizados. Para familia as minhas condolencias. A galera do setor vai sentir falta das suas brincadeiras e tirações de onda.

emilly

30/04/2012 - 14:42 hs

no TARCISIO MAIA, só trabalham monstros disfarçados de médicos e enfermeiras (o) é lamentável o descaso com o ser humano que precisa da quela unidade hospitalar.eu passei quatro dias com um tio internado e ví barbaridades, por parte das enfermeiras, uma senhora de AREIA BRANCA, faleceu do meu lado, sentada numa cadeira de plástico, esperando socorro, quando médico chegou ela já estava morta.foi uma cena triste, ver aquela senhora se debatendo, sem ar prá respirar, e nem um oxigenio foi colocado. mas, fazer o que? estamos no BRASIL.essa é nossa REALIDADE.

Eliane

30/04/2012 - 15:25 hs

Á 2 anos internei um tio (irmão mais novo de meu pai) no São camilo para se tratar de alcolismo. Passei pela UISAM, fui bem atendida, encaminharam para o são camilo, fui muito bem recebida, ele deu entrada numa quarta feira tarde quando foi as 7hrs da noite me ligaram dizendo que ele teve uma crise convulsiva e caiu, estava no HRTM. Fui até lá e perguntei a enfermeira no repouso masculino quais exames ele tinha feito (haja visto que chegou encaminhado de outra unidade hospitalar) e ela me respondeu: TODOS! eu perguntei: tomografia, exame de sangue, passou pelo neurologista? e a resposta foi:SIM!!! passei anoite com ele, meu tio teve 4 convulsões durante a noite urinou 3 vezes, quem o segurou e o limpou para não sufocar foi EU. SOZINHA!! tenho 55 kilos e meu tio pesava 80kl e tinha 1, 75m de altura. quem limpou e trocou seus lençois, fui eu. abri os armários e peguei lençois limpos pra ele, pedi gaze agua e dei banho nele NENHUM FUNCIONARIO CHEGOU PERTO DE MIM! O neurologista dr. Starling passou a noite no repouso e olhava pra mim e eu pra ele, eu pensando que ele sabia e ele pensando que o paciente tinha sido atendido e a enfermeira olhando tudo e sem dizer nada. Na quinta feira tarde meu tio teve alta, inconciente, e eu disse que ele estava inconciente a resposta foi: o médico mandou! . O SAMU o levou ao São Camilo. no São Camilo deram banho, fizeram a barba e na manhã de sexta feira o médico de plantão atestou o semi-coma e o mandou de volta ao HRTM. Titio foi operado no sabado pela manhã pelo dr. Starling, ficou na UTI mas morreu domingo. Eu trabalho na saúde, tenho curso de socorrista e conheço muita gente no HRTM, mas por falta de compaixão e responsábilidade de 1 (um) e apenas UM profissional (a enfermeira do setor) ele foi negligênciado e morreu sem o socorro devido. Ainda sinto muita falta dele oro para que Deus tenha misericordia no dia do julgamento dessa profissional. O atendimento a saúde, principalmente de um paciente psiquiatrico tem que ser feito em conjunto, o serviço do maqueiro é tão crucial quanto da familia que está cuidando e se um falha compromete a vida do paciente.

Zé pacote

30/04/2012 - 15:48 hs

O tarcísio maia é sinônimo de descaso. Eu não teria coragem de levar pra lá nem mesmo meu jumento "ligeirinho". Quanto mais um ser humano!!! .

Eliane

30/04/2012 - 16:16 hs

Á 2 anos internei um tio (irmão mais novo de meu pai) no São camilo para se tratar de alcolismo. Passei pela UISAM, fui bem atendida, encaminharam para o são camilo, fui muito bem recebida, ele deu entrada numa quarta feira tarde quando foi as 7hrs da noite me ligaram dizendo que ele teve uma crise convulsiva e caiu, estava no HRTM. Fui até lá e perguntei a enfermeira no repouso feminino quais exames ele tinha feito (haja visto que chegou encaminhado de outra unidade hospitalar) e ela me respondeu: TODOS! eu perguntei: tomografia, exame de sangue, passou pelo neurologista? e a resposta foi:SIM!!! passei anoite com ele, meu tio teve 4 convulsões durante a noite urinou 3 vezes, quem o segurou e o limpou para não sufocar foi EU. SOZINHA!! tenho 55 kilos e meu tio pesava 80kl e tinha 1, 75m de altura. quem limpou e trocou seus lençois, fui eu. abri os armários e peguei lençois limpos pra ele, pedi gaze agua e dei banho nele NENHUM FUNCIONARIO CHEGOU PERTO DE MIM! O neurologista dr. Starling passou a noite no repouso e olhava pra mim e eu pra ele, eu pensando que ele sabia e ele pensando que o paciente tinha sido atendido e a enfermeira olhando tudo e sem dizer nada. Na quinta feira tarde meu tio teve alta, inconciente, e eu disse que ele estava inconciente a resposta foi: o médico mandou! . O SAMU o levou ao São Camilo. no São Camilo deram banho, fizeram a barba e na manhã de sexta feira o médico de plantão atestou o semi-coma e o mandou de volta ao HRTM. Titio foi operado no sabado pela manhã pelo dr. Starling, ficou na UTI mas morreu domingo. Eu trabalho na saúde, tenho curso de socorrista e conheço muita gente no HRTM, mas por falta de compaixão e responsábilidade de 1 (um) e apenas UM profissional (a enfermeira do setor) ele foi negligênciado e morreu sem o socorro devido. Ainda sinto muita falta dele oro para que Deus tenha misericordia no dia do julgamento dessa profissional. O atendimento a saúde, principalmente de um paciente psiquiatrico tem que ser feito em conjunto, o serviço do maqueiro é tão crucial quanto da familia que está cuidando e se um falha compromete a vida do paciente.

SERGIO MENDES

30/04/2012 - 17:16 hs

A aproximadamente 2 anos atras, meu pai foi internado no HRTM e foi requisitado uma tomografia pela medica de plantao, dai passaram 1semana para fazerem a tomografia e mais outra semana para receber o laudo, e antes de receber o laudo ele veio a óbito.. Falta muita coisa para ficar bom ali naquele HOSPITAL!!!

cavernoso

01/05/2012 - 07:17 hs

se for pra falar a verdade, nem nosso senhor JESUS CRISTO se livrou dos faladores, da oposição e dos traíras, sempre que precisei do atendimento do HRTM fui bem atendido e com qualidade no atendimento, tirando aqueles vigias da portaria, que não tem nenhum preparo para trabalhar com gente, são mau educados, abusados, pré-potente cheios de autoridade, aqueles bosta pensam que são policia, mas não sabem eles que não passam de meros, pé rapados funcionários público MUNICIPAL, ou seja vigias de praça, tirando eles da portaria, não tenho do que me queixar do hospital, aliás apesar de lamentar muito, e me entristecer bastante com o fato ocorrido com esse jovem, digo assim.que se não se matasse no hrtm, ele ia fazer isso noutro lugar, a família não deveria culpar ninguém, e sim tentar suportar essa dor esperando em Deus o conforto, MEUS PÊSAMES Á FAMÍLIA ENLUTADA.

dilma

01/05/2012 - 18:31 hs

o que acontece é que os medicos esquecem o que significa urgencia, eles queren ser jesus cristo, eles olham medicam e os pacientes ja saiem curados, eles esquecem que aqueles aparelhos que estao la foram pagos com o nosso suor, defunto nao precisa de exame nao, pois esse é o unico jeito dos aparelhos serem usados, ou quando as amigas dso medicos ou dos enfermeiros que tem condiçoes, que usam o dinheiro para comprar superflos!!! e quando gente humilde chega com braço quebrado, perna ou principalmente uma costela que eles nao podem ver, eles aplicam um diabo de dipirona, voltarem e manda morrer em casa dizendo que nao pode fazer uma tomografia ou uma utra-sonografia, pois para voce fazer tem que chegar morto ou com o cranio pra fora ai eles vao acreditar que vc ta doente, e quando chega pra atender o discaso dos medicos é grande, vc ficar la na recepção e eles ficam la na cozinha tomando cafe enquanto tem outro morrendo do lado, es tava la um dias a tras quando chegou um rapaz morrendo vitima de um acidente morreu la fora pois o medico se negou a prestar os primeiros socorros alegando qie nao era traumatologista ´que ele podia morrer que nao ia atender, pois foi o que aconteceu o rapaz morreu por falta de atendimento, a minha vontade era de quebrar tudo mas eu inocente ia ser presa pois é desacato vc falar a verdade a eles mas eles matarem nao é crime é um absurdo, pois eu quando vo pra la eu aviso logo ao medico que acontecer com a pessoa que eu levar vai acontecer com ele.sempre eu discuto com os medicos, a minha vontade é de esganar, pois somos tratados piores que cachorros de rua!!! eles esquecem que somos gente que um la na frente tem um que vai fazer pior do que els fazem com agente.porque deus e o cao nao dorme.

ASP (Agente de Segurança Privada)

02/05/2012 - 20:52 hs

Só enformando a esse pobre desorientado CAVERNOSO só pê-lo nome da pra ver, não somos vigias pois sim temos cursos de formação e periodicamente temos reciclagem é fácil falar de quem trabalha, experimenta passar um dia atendendo dezenas de pessoas com todos os tipos de problema e aguentando os abusos de pessoas tipo vc CAVERNOSO que na maioria das vezes só vão ao HRTM para testar nossas paciências muitas vezes embriagados sem nem uma moral, pare um pouco pra pensar depois vcs decidem se podem algum dia julgar alguém.Já ia esquecendo HRTM seu animal é um HOSPITAL DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DE COMPETÊNCIA ESTADUAL, se orienta maxo. A família de Orlando (pompom) que DEUS de muito conforto a vcs, ele também era meu amigo e vizinho. Obrigado senhor pôr tudo...

pablo couto

LINKS

Youtube Feed Rss Orkut Twitter Facebook
Copyright © 2011 - Blog O Câmera. Todos os direitos reservados

7Bis Web Comunicação