• Prisão
  • 14 de Maio de 2017 - 09:45hs

Operação Polícia sem Fronteira "II" prende foragido da justiça no estado do Maranhão

Genilson Dantas de Medeiros, de 36 anos, foi preso em Santa Luzia do Paruá, estado do Maranhão.

 Uma investigação da equipe de Polícia Civil de Marcelino Vieira, com o apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Rio Grande do Norte e da equipe de Policia Civil de Santa Luzia do Paruá-MA, deflagrou a Operação Polícia sem Fronteiras Fase 2 e capturou o foragido da justiça Genilson Dantas de Medeiros, conhecido como “Nilsinho”, 36 anos, neste sábado (13) em Santa Luzia do Paruá, estado do Maranhão.

O nome da operação faz alusão ao trabalho conjunto das Policias Civis do RN e do MA, evidenciando que o combate ao crime vai muito além dos limites territoriais de suas regiões.

Esta foi a fase 2, tendo em vista que em maio do ano passado foi deflagrada a fase 1, na qual um trabalho conjunto feito com a policia civil do estado do Espírito Santo prendeu o foragido Francisco Acaciano do Nascimento (Fateta) na cidade de Viana/ES.

Nilsinho possuía mandado de prisão preventiva em aberto no processo 0100198-50.2015.8.20.0143 da comarca de Marcelino Vieira, no qual responde pelo crime previsto no art. 217-A do código penal (estupro de vulnerável) praticado contra a menor M. S. R. F.

Na ocasião também foi cumprido um mandado de prisão civil oriundo da 3ª Vara de Família e Sucessões do Foro Regional I – Santana, Comarca de São Paulo, pelo fato do mesmo possuir em aberto o pagamento de pensão alimentícia no valor de R$ 23.734,01 (vinte e três mil, setecentos e trinta e quatro reais e um centavo).

De acordo com o delegado de Marcelino Vieira, Paulo Cesario, era muito comum na região praticar crimes, ir embora da cidade e ter uma vida normal em outras localidades, no entanto, a Policia Civil não tem medidos esforços em buscar parcerias e dar cumprimento aos mandados de prisões dessas pessoas. “É na Delegacia que a justiça começa a ser feita! E essa é mais uma ação exitosa da Policia Civil do Rio Grande do Norte, na qual mostramos que juntos somos mais fortes!”.

Nilsinho será encaminhado para o sistema prisional do Rio Grande do Norte, onde ficará a disposição da justiça.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.